5 dicas para economizar no mercado morando sozinha

Morar sozinha muitas vezes pode ser um desafio, fazer a compra no mercado então, é um pesadelo nos primeiros meses morando solo. Isso porque ainda não sabemos o que temos que comprar no mercado, a quantidade que devemos comprar e como economizar o nosso tão suado dinheiro.


Na minha primeira semana morando sozinha eu lotei o carrinho do mercado, comprei mais do que era necessário e gastei uma quantidade de dinheiro que dava para fazer três compras no mês. Ou seja, fiz tudo errado. Eu tive que dividir o alimento com as minhas amigas da república porque era impossível uma pessoa comer tudo o que estava ali em um mês ou antes de estragar.

Depois de um tempo fui vendo o que dava certo nas compras e o que não dava. Aprendi a economizar o meu dinheiro e a fazer um mercado de forma mais simples. Por isso, eu vim passar essas dicas que eu aprendi para vocês! 

1- Defina o orçamento
Primeiro passo é definir um orçamento baseado no que você ganha. Uma pesquisa feita pelo IBGE revelou que os brasileiros gastam em média de 18% à 25% em alimentação. Então, se você ganha R$:2,000 reais saiba que pelo menos você terá que separar R$:360,00 para a sua alimentação. Claro, isso muda de pessoa para pessoa. Mas sempre é bom estipular um valor que possa ser gasto por mês. Para fazer a média com o seu salário é simples, basta dividir o seu salário por 18% ou 25%, que chegará no resultado.

2- Faça uma lista 
Agora que você já tem o valor que pode gastar em mãos, vamos fazer uma lista de compras. Em primeiro lugar colocamos tudo o que é essencial e não podemos viver sem. Exemplos: Água, Arroz, Feijão, Carne, papel higiênico e produtos de higiene pessoal. Após isso, vamos analisar o que pode ficar em segundo plano, como por exemplo: Doces em geral. E assim, chegamos em uma lista econômica e que vai te alimentar muito bem.

3- De olho na Validade e nos produtos perecíveis
Após fazer a sua lista, é muito importante saber o que são alimentos perecíveis e analisar as quantidades que deve comprar de cada, por isso a lista que citei acima é tão importante. Para produtos perecíveis como legumes e verduras, só compre aquilo que irá comer na semana e que tenha certeza absoluta que irá consumir. Caso contrário, você vai gastar um dinheiro atoa em produtos que vão estragar na sua geladeira. Exemplo: Você não vai comprar 3 quilos de batata no mercado sendo que na semana só consome meio quilo, o resto vai ficar na sua geladeira estragando. Ou seja, de olho na validade! 

3- De olho nas promoções
Sabe aquele panfleto distribuem nas casas da região? Amigos, é hora de analisar o que tem nesse papel. Todo semana os mercados fazem promoções de alguns itens, então é sempre bom ficar de olho nos dias e ir fazer a compra no dia que entrar a promoção. Se você é carnívoro principalmente, os valores das carnes na promoção costumam valer muito a pena! Então nada de jogar os panfletos no lixo, bora caçar promoção!

4- Pesquise os mercados da região
Além de ficar de olho nas promoções, analisar os mercados também são importantes. Um produto que está em promoção em X mercado, pode ser mais caro do que no Y, mesmo estando na promoção. Mercados de rede costumam serem mais baratos do que mercados de bairro por exemplo. Por isso, sempre ande nos mercados da região analisando os preços dos produtos que usufruem toda semana. 

5- Não faça compras grandes ou mensais 
Aqui é o pulo do gato. Eu comentei acima, que geralmente uma pessoa que ganham R$:2,000 reais tem para gastar no mercado 360 reais. Porém, você não vai pegar esse dinheiro e de uma vez só fazer a compra. Pode ter a certeza que irá comprar algo a mais do que é realmente necessário. Por isso, divida o valor no número de semanas que irá ter o mês. Exemplo: Janeiro teve 4 semanas, então 360 dividido por 4, é igual a 90 reais. Ou seja, você tem 90 reais para fazer a compra da semana! E sim, dá super para cobrir as necessidades da semana com esse valor. Mas claro, isso é apenas uma média, é só fazer a conta conforme o seu salário e ver quais são as possibilidades para o seu orçamento.

Bônus: 
Se você tem criança em casa, essa é a hora de fugir delas! Aproveite fazer compras em horário que estão na escola, na casa da avó, com o pai ou em qualquer outro lugar. Crianças tendem a querer produtos que não estão na nossa lista de compras e muitas vezes produtos caros! Por isso, não levar a criança com você irá te ajudar a economizar. 


You May Also Like

0 comentários. Clique aqui para comentar também!