Resenha literária: A Herdeira

04:44

Desde que vi o primeiro livro da série A seleção eu me apaixonei, desde então compro todos os livros que lançam. E com esse não foi diferente, comprei um mês após o lançamento, mas tive tantas coisas para fazer e outros livros para ler que ele acabou ficando para trás.

Eu li o livro em menos de uma semana, era para ter terminado bem antes, mas a mocinha aqui quis ler mais um livro ao mesmo tempo e fazer maratona de séries haha. Eu li e vim trazer as minhas considerações para vocês ♥

Resenha dos livros anteriores:
 A Seleção
 A Elite
 A Escolha

Nunca consegui prender a respiração por sete minutos. Nem sequer por um. Uma vez tentei correr um quilômetro e meio em sete minutos depois de descobrir que alguns atletas faziam isso em quatro, mas fracassei espetacularmente quando pontadas na lateral do abdome me deixaram exausta no meio do percurso. Contudo, há uma coisa que consegui fazer em sete minutos que a maioria das pessoas consideraria bem impressionante: me tornar rainha.
— A Herdeira



Nunca sabemos o que vem depois do "Felizes para sempre", se as princesas tiveram filhas ou ficaram doentes e mil outras possibilidades. Mas no A Herdeira isso muda. O livro se passa 20 anos depois e já não é mais narrado pela America como nos primeiros. America se casou com o príncipe Maxon e se tornaram rei e rainha, tiveram filhos, entre eles a princesa Eadlyn, no qual ela é a narradora do livro. Haverá uma nova seleção, assim como aconteceu nos três livros, só que agora para conquistar o coração da princesa Eadlyn. 

"Eu era Eadlyn Schreave. Nenhuma pessoa era tão poderosa quanto eu." 


Confesso que as primeiras 100 páginas do livro passei odiando a princesa, ela é egoísta e egocêntrica, no mundo para ela não existe ninguém que a supere. Mas Kiera (a autora) é tão fantástica que te faz ficar vidrada no livro mesmo quando você tem vontade de entrar na história e falar umas boas verdades para Eadlyn. 

Eadlyn tem gênio forte e não aceitou muito bem a ideia de ter garotos dentro da sua casa disputando por sua atenção, ela não queria que estivesse acontecendo, mas era o seu dever como princesa. No final do livro você já vai estar amando ela, assim como eu, e vai passar entender o motivo de ela agir da maneira que age. Eu fico maluca demais de pensar que ela é filha da minha personagem favorita haha. 

O mais legal desse livro é que a Eadlyn sabe superficialmente como foi a seleção dos seus pais, portanto ela não sabe a metade das coisas que nós sabemos, dá vontade de chamar ela para conversar e contar tudo o que sabemos sobre os pais dela. Também ficamos sabendo como a melhor amiga de America está vivendo e seu ex-namorado. É tão dificil imaginar eles velhos, mas Eadlyn descreve como estão 20 anos depois. 

"As circunstâncias têm exigido muito de mim ultimamente."





Eu espero que vocês tenham gostado da resenha, é a minha saga favorita, leiam que vocês vão se surpreender. Um super beijo ♥ 

 ❀ face ❀ insta ❀ youtube ❀ twitter ❀

Você pode amar também

Comente com o Facebook:

2 comentários

  1. Adoro A Seleção, quando li A Herdeira me decepcionei um pouco com a personalidade da Eadlyn, mas mesmo assim: amo. Já li alguns contos, tô louca pra ler Felizes Para Sempre. Com certeza sou apaixonada por essa série e quero mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que a maioria das pessoas se assustou com a personalidade dela, é totalmente diferente da America. Leia você vai amar *-*

      Excluir