Aceita que dói menos!

05:09

Quando ouvia alguém soltando essa frase "aceita que dói menos" eu achava essa pessoa totalmente maluca, maluca por que tem coisas que não tem como aceitar, eu não me aceitava e isso doía sem que eu percebesse.

Passei anos se escondendo atrás de roupas na minha adolescência. Ficava selecionando as roupas que usaria ou não, mesmo que eu gostasse, mas determinado tipo de roupa não era para mim, afinal era gordinha.



Mas se não estamos satisfeitas temos que correr atrás e nos mudar, foi isso que eu fiz, me matriculei na academia e fui para a nutricionista e tudo na minha vida girava em torno disso. Girava por que eu achava que eu tinha que ser magra com uma perna sem celulites para as pessoas me aceitar e me amarem. Na minha mente isso deu certo, foi a época que tive mais amigos e que as pessoas percebiam quando eu chegava pelas pernas marcadas com músculo.

Foi ai que percebi que eu não tinha muitos amigos pela minha forma física e sim por que eu não tinha medo de me socializar por conta do meu corpo. Eu tinha perdido 10 kilos e estava feliz com aquilo, enquanto eu só pensava em perder mais e mais, minha nutricionista já tinha pedido para parar, que eu tinha chegado no meu peso certo.

Parar? Porque parar? Agora que esta dando resultado! Parar por que eu achava que tudo se resumia a um corpo bonito e se eu parasse naquele momento eu estaria perdendo tudo o que eu conquistei, inclusive as pessoas.

Arrumei um namorado e eu tinha certeza de que ele achava o meu corpo bonito, afinal quem não acha lindo um corpo que veste 38? Não tinha como ele não amar. Eu entrei para a faculdade, arrasando nas minhas calças 38.

Eu fui ganhando responsabilidades e isso fez com que eu tivesse menos tempo para poder fazer dieta e ir para a academia, resultado disso? 6kg a mais na balança. Corri fazer tudo de novo, academia, dieta malucas e nada disso fez efeito! To ficando velha e o meu metabolismo desacelerou, é a regra da vida!

Fiquei paranoica de novo, mas eu vi que nenhum dos meus amigos saíram de perto por eu usar agora o número 40, que eles não se importavam com a banha a mais da minha barriga ou a celulite na minha perna.

Foi quando percebi que dieta e acadêmia era para o meu bem estar, para manter a minha saúde em ordem e não ficar doente por estar vidrada. Sim, eu estava doente, só pensava nisso e mais nada. Se hoje eu ainda faço academia? Faço, mas faço para me sentir melhor e ter uma saúde melhor e isso dá resultado.

Hoje sei respeitar os meus limites e aprendia me amar. Aprendi que as pessoas não se aproximam por que você tem um corpo esculpido e sim pelo que você é por dentro, do que você acrescenta na vida das pessoas. E quando eu aceitei isso me doeu menos, muito menos! Seja você, não importa o que as pessoas vão pensar ou dizer. Afinal, eu amo as minhas curvas. 

                            ❀ face  insta  youtube  twitter 

Você pode amar também

Comente com o Facebook:

2 comentários

  1. Texto inspirador *-*
    Quando aceitei que sou magrela, tudo mudou <3

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir